InícioDestaqueMPPE recomenda exoneração de funcionária por acúmulo de cargos em Gravatá


O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) pediu a exoneração de Rayza Laís Carvalho e Silva Arruda do cargo de Supervisora CC-8, em Gravatá (Agreste), após verificar que a funcionária estaria acumulando dois cargos públicos. Atuando com vínculo efetivo como analista em Saúde na Secretaria Estadual de Saúde (SES), Rayza acumulava também o cargo comissionado de Supervisora CC-8, na pasta municipal.

A recomendação se dá ainda em virtude do parentesco de Rayza com Rayana Maria Carvalho e Silva, que está no exercício do cargo de Assessora Jurídica.

A iniciativa da promotora de Justiça Katarina Kirley de Brito Gouveia levou em consideração o recebimento de manifestação, através da Ouvidoria do MPPE, noticiando a prática de nepotismo na administração pública de Gravatá.



Fonte

ARTIGOS RELACIONADOS
- Advertisment -

MAIS POPULARES

COMENTARIOS RECENTES